Responsabilidade Social > Notícias

Mais de dois mil jovens preparados para o mercado desde 2005

O CENTRO SOCIAL ENCANTOS DOMINICANOS completou dia 23 de abril, 13 anos de ação social ininterrupta. Fundado na gestão da então Diretora Geral, Irmã Maria Helena Salazar da Veiga Pessoa (1995-2006), teve continuidade e total apoio de sua sucessora, a pedagoga Marta Queiroz Fabri. Mais de dois mil jovens – além de seus familiares – foram beneficiados neste período com cursos de capacitação profissional, encaminhamentos sociais, acolhida, inserção social.

Após seu lançamento em 2005, o CENTRO SOCIAL ENCANTOS DOMINICANOS consolidou seu caráter social e evoluiu pedagogicamente. Depois de ofertar capacitações em Operador/Assistente Administrativo, Comércio e Vendas, Repositor/Office Boy/Girl, oficinas de teatro, dança, futebol, vôlei e Inglês, ganhou um Curso Técnico em Administração, autorizado pelo MEC- SEEE-MG em 13/03/2012 e reconhecido dois anos depois.

O forte engajamento social da equipe junto aos alunos bolsistas e seus familiares faz a diferença. Há um equilíbrio entre as exigências normativas e legais com olhar sensível para as histórias de vida de cada aluno, suas habilidades e dificuldades. A meta sempre tem sido dar o apoio para que concluam o curso munidos de um conhecimento técnico e ético que o mercado exige.

O Curso Técnico em Administração, ofertado anualmente com 80 bolsas totalmente gratuitas e totaliza mil horas de aulas ministradas ao longo de 200 dias letivos. Os custos do CENTRO SOCIAL ENCANTOS DOMINICANOS são totalmente bancados pelo Colégio Nossa Senhora das Dores com apoio das Irmãs Dominicanas, fundadoras da instituição.

Por ser uma ação de responsabilidade social, atraiu parceiros como o Rotary Club de Uberaba Portal do Cerrado, P&A Comunicação, Prefeitura Municipal de Uberaba, COMDICAU, CMAS, CCAA Uberaba, Codekids (Programação), SEBRAE, além de doadores pontuais e patrocinadores como o Grupo Positivo que doou em 2016 plataforma tecnológica, permitindo ampliação da carga horária para mil horas anuais; e a Caixa Econômica Federal que em 2017 doou notebooks que ampliaram o laboratório de T.I.

 

05/06/2018 [C.H.A.]


Share |