Notícias

Estudar com os filhos: o que as famílias podem fazer para ajudar crianças e adolescentes

Ter a segurança de que o rebento estará preparado para enfrentar o mercado de trabalho, terá sucesso profissional e saberá lidar com as responsabilidades da vida adulta. Buscando garantir um futuro tranquilo para os filhos, pais e mães investem pesado na busca de uma boa formação ao herdeiro. A educação, porém, vai além de uma ótima instituição de ensino e exige participação e engajamento da família.

Estar presente e ativo na vida escolar do filho pode fazer toda a diferença na relação que essa criança desenvolverá com o estudo. Essa participação esbarra, porém, nas dificuldades impostas pela vida moderna. “Com essa vida contemporânea, corrida, que todos estamos à mercê, os pais e mães trabalham, às vezes, mais de oito horas por dia, não conseguindo dar à criança a assistência necessária. Com isso, acabam terceirizando a educação do filho. Isso pode ser pensado no sentido amplo de educação: a de valores e a pedagógica. Tanto uma quanto outra estão sendo terceirizadas. A pedagógica, para escolas e professores particulares, e a dos valores, para cuidadores, babás, avós...”, explica a psicopedagoga Cristina Silveira.

Continue lendo.

Fonte: Saúde Plena


Share |